Sem braços, sem pernas e sem preocupações. Que exemplo.

Conheça a verdadeira história de Josef Climber Imprimir E-mail
06-Mar-2009
Será que depois dessa ainda conseguiremos continuar com justificativas e argumentos… para qualquer obstáculo… Veja este testemunho

!cid_025901c99dbb$4610a170$7b0fa8c0@mcfil

!cid_025c01c99dbb$4610a170$7b0fa8c0@mcfilMeu nome é Josef Climber e eu agradeço a Deus por ser usado como testemunho para tocar milhares de corações ao redor do mundo. eu nasci sem os membros e os doutores não tem qualquer explicação médica para isso. como você deve imaginar eu enfrentei muitos desafios e obstáculos.

Meus pais são Cristãos, meu pai é pastor. eles não tiveram tempo para se preparar para o meu nascimento. todos choraram o meu nascimento, e se perguntaram o porquê de Deus ter permitido que aquilo tivesse acontecido com  minha família, sendo que minha mãe me deu uma irmã e um irmão normais.

todos achavam que eu não sobreviveria.

!cid_025a01c99dbb$4610a170$7b0fa8c0@mcfil

quando fiz 15 passei a dedicar minha vida a Deus. hoje tenho 23 e terminei meu curso universitário de comércio, me formando em planejamento financeiro e contabilidade.

eu também dou palestras de motivação.


tenho muitos objetivos… quero ser independente financeiramente até fazer 25, quero ser entrevistado pela Oprah, quero ter um carro adaptado para mim. e quero escrever muitos livros…


estou escrevendo meu primeiro livro ‘sem braços, sem pernas, sem preocupações’.

!cid_025d01c99dbb$4610a170$7b0fa8c0@mcfil

!cid_025e01c99dbb$4610a170$7b0fa8c0@mcfil

Você tem mesmo um chamado para o Ministério de Música?

Reflita: VOCÊ TEM UM CHAMADO DE DEUS PARA ATUAR NO MINISTÉRIO DE LOUVOR ou APENAS GOSTA DE MÚSICA?

Aconteceu que, indo eles pelo caminho, veio um homem que lhe disse: seguir-te-ei para onde quer que vá. Jesus disse-lhe: Como raposas têm seus covis e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.

Um outro disse: Segue-me. Mas ele disse: Senhor permite-me que vá primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus respondeu: Segue-me, e deixa que os mortos enterrem os seus mortos; tu vais e anuncia o reino de Deus(Lc 9, 57-60; cfr. Mt 8, 19-22).

Muitos grupos de louvor têm grandes problemas ao convidar pessoas que tocam e gostam de música sem saber se elas têm, de fato,  vocação ou chamado para realizarem esta obra.

Geralmente a ênfase das igrejas é a de dar oportunidade para todos os músicos e Cantores que são membros de sua igreja local. Entretanto não os questionam se Deus os chamou para realizar esta obra. Então a igreja forma dois, três ou mais grupos minsturando pessoas que possuem CHAMADO e outras que NÃO . Como distinguimos, “enxergamos” quem é chamado e quem não é?

Quem tem CHAMADO é o “primeiro da fila” a participar da obra, dos ensaios, das reuniões constantes, dos planejamentos, das horas de oração, etc. Não importando as dificuldades, lutas e outros problemas que surjam durante o fazer desta obra.  Q

Quem tem simpatia ou gosta de estar no Ministério de Louvor dificilmente gosta quando precisam pagar o preço e participarem efetivamente de todas as atividades que essa obra exige.

A questão principal não são quantos grupos existem, mas são realmente Quantas pessoas chamadas por Deus para fazer essa obra.

A falta de interesse, a falta de ensaios, uma falta de comprometimento, falta de interesse em aprimorar sua voz, técnica, em participar de todas as reuniões do louvor, em tocar nas quartas-feiras, em dispensar tempo para ensaios, para orar só e em grupos e ter um temor e tremor de saber que não faz uma obra relaxadamente, mas busca santidade diante de Deus, realmente adora em Espírito e em verdade quanto atua no grupo de louvor.

Tudo isto é o resultado das pessoas que não têm um verdadeiro chamado, uma vocação para ser do Ministério de louvor, embora gostem dele.

Há milhares de grupos de louvor que erraram nesta formação inicial e hoje passam tremendas lutas e provações porque colocaram pessoas sem o chamado para o Ministério do Louvor e agora estes estão sendo pedra de tropeço para o bom andamento do grupo. A pessoa é desafinada ou toca muito mal mas “acha” que Deus o chamou para esta obra.

A palavra de Deus exige os melhores músicos e os que têm ARTE  para Ministrar. Não é qualquer pessoa que têm um chamado para fazer isso.

Salmos 33:3 Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo.
1 Samuel 16:17 Então disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que toque bem, e trazei-mo.
2 Reis 3:15 Ora, pois, trazei-me um músico. E sucedeu que, tocando o músico, veio sobre ele a mão do SENHOR.
1 Crônicas 15:22 E Quenanias, chefe dos levitas, tinha o encargo de dirigir o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era entendido.
1 Crônicas 15:16 E disse Davi aos chefes dos levitas que constituíssem, de seus irmãos, cantores, para que com instrumentos musicais, com alaúdes, harpas e címbalos, se fizessem ouvir, levantando a voz com alegria.

Quem participa do Ministério de Louvor e não tem um chamado pra fazer isto se torna pedra de tropeço para todo o grupo, para si mesmo e para a Igreja do Senhor.

Quem tem interesse superficial em fazer uma obra de Deus não consegue suportar uma Ordenança de deixar tudo para trás e não focar que Cristo lhe pediu: carregar uma cruz, pagar o preço difícil de realizar o que Deus mandou:Segue-me, e deixa que os mortos enterrem os seus mortos; tu vais e anuncia o reino de Deus(Lc 9, 57-60; cfr. Mt 8, 19-22). Ao contrário percebe-se aos que têm chamado para o louvor, são os mais interessados em ensaiar, aprimorar seu dom, buscar unidade. Têm uma expectativa de que Deus irá usá-lo domingo, na quartas-feiras, nos cultos jovens, etc. quando cantar ou tocar no Ministério de Louvor.

Quem tem chamado não precisa ser “convocado” várias vezes para reuniões ou ensaios, pois é primeiro a ir. Põe JESUS em primeiro lugar na sua vida, ainda que no dia do compromisso tenha REAIS JUSTIFICATIVAS, contudo as abandona para cumprir seu chamado.

Este ministério é para pessoas específicas, separadas, vocacionadas e que possuem um Genuíno chamado de Deus para atuarem nesta área que requer muito compromisso, muita preparação e muita responsabilidade! Muitas destas pessoas que “gostam de música”, normalmente são aquelas que querem apenas receber o “bónus” e não querem pagar o “ônus” deste Ministério, ou seja, querem o reconhecimento, a visibilidade e os Aplausos, mas não querem compromisso e responsabilidade quanto à preparação espiritual e musical diária

A DISPOSIÇÃO PARA ENTRAR NA OBRA – Ministério de Adoração

“Seguir-te-ei para onde quer que Vás …” O candidato disse um discípulo.

“Quero entrar nenhum Louvor e vou fazer tudo que o líder pedir.” Alguns de vocês podem ter afirmado isso ao seu líder.

Veja um Advertência do Líder (Jesus):

-As raposas têm seus covis e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. –Ele mostrou que “não seria fácil” essa obra. Passaria muitas privações, lutas, dificuldades.

 Agora pergunto-E para quem está no Louvor:Dezenas certeza que é o seu chamado participar desta obra?

Aviso que teremos ensaios diversos, aulas de voz, música, dança, treinamentos, e vai exigir sacrifício de seu tempo pessoal para esta obra. E uma pessoa afirma: Sim, claro pode contar comigo …

 Então vem um “VACILAÇÃO” quanto se já está na obra.

“Mas ele disse: Senhor permite-me que vá primeiro sepultar meu pai .”…

Jesus o deixouele entrar na obra dele eo discípulo pediram, JUSTIFICADAMENTE, uma licença para tratar assuntos particulares importantes ao que Jesus não a reconheceu, ainda que legítima.

Justificativas, mesmo que importantes foram rejeitadas por Jesus. Para ele não havia desculpas ainda que justificadas. Ele exigia dedicação total Ele e um em sua obra. Ele exigia ser colocado em primeiro lugar

O líder do grupo afirma que vai ter ensaio no dia tal eo Participante do MA diz, puxa tal dia não posso porque tenho tal compromisso. É impossível pra mim, eu estudo, trabalho uma semana toda, tenho família, filhos e só posso participar do Louvor domingo às 18:55 da noite.

O líder volta hum perguntar: mas e no outro dia Tal, pode? Caramba, também não posso porque tenho que fazer outra coisa importante e ….Assim cada um vai pedindo para enterrar seus “pai”deixando em último lugar para uma obra quali ACHA que foi chamado ….

São justificativas importantes? Claro que são.

Mas Jesus reconhece suas justificativas para não cumprir o seu chamado Dele para sua vida e nesta obra?

Resposta: Ele não como Reconhece. O motivo é que ele exige ser uma PRIMEIRO EM SUA VIDA.

Nenhum compromisso pode ser teu maior compromisso com uma obra que você quis entrar e fazer para Deus.

Quem até hoje agiu assim, favor refletir em Deus para saber se dezenas mesmo chamado para esta obra eque vai abrir mão do conforto, Convívio familiar, no seu dia de ensaio e nos compromissos com esta obra.

Jesus te diz hoje:

“… Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; tu vais e anuncia o reino de Deus”.

1 Coríntios 14:40: Mas façam-se tudo decentemente e com ordem.

Jeremias 48:10

“Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR fraudulosamente, e maldito aquele que retém a sua espada do sangue”. (Não entra na guerra).

A obra e os planos são DELE, logo, as regras a serem seguidas devem ser DELE como se realmente quisermos ser instrumentos em suas mãos!

Em João 15:1-5, Jesus fala sobre o fim que tem uma vara que não dá frutos, o próprio Pai lança fóruns … Agora, imagina que tem fim integrante do louvor ministro que não dá fruto na obra do Senhor? Sim, será colocado de lado, isso não quer dissertações que estará expulso do Céu, mas sim que não será usado na obra.

Assim meus irmãos, reflita se você tem chamado para esta obra. Não seja pedra de tropeço para o restante do grupo de Louvor. Se você tem chamado, canta e toca bem, mas não tem TEMPO. VA “enterrar seus mortos” e Deixe outra pessoa fazer esse trabalho. Se você é Líder de Louvor e algum participante não vem dando frutos, falta, têm justificativas pra tudo, faça como o pai faz, CORTA, lança fóruns! Deixe uma pessoa livre para atuar em outros trabalhos na igreja, em menos TEU Ministério de Louvor. Antes de tudo, nosso compromisso é com Deus, depois com a Igreja de Deus, depois com os integrantes do Louvor e com as lideranças dele.

Que Deus lhe abençoe.

IR. Gastão Pache Jr.

O Alimento Espiritual DIARIO

Quem nunca se questionou dessa forma:

 “Puxa, estou fraco espiritualmente. Preciso ouvir uma palavra forte de um pastor daqueles da televisão que  prega como que saindo ” fogo” pela boca. Minha igreja é fria e a palavra não é tão forte pra mim…etc.  

Este é o grande erro que um cristão muitas vezes comete: buscar ALIMENTO ESPIRITUAL através dos outros. Nesse momento começam os troca-trocas de igrejas. A pessoa sempre procurará um pastor ou um grande líder para alimentá-lo espiritualmente e ficará anos a fio sempre dependente de alguém para se alimentar. Será como uma criança pequena que depende totalmente dos outros para viver.

Assim como você precisa trabalhar diariamente para buscar seu sustento material, pois ninguém irá por você, da mesma forma VOCÊ deve buscar seu alimento espiritual através do seu relacionamento DIÁRIO com Deus. Ninguém pode buscar a Deus por você!

É bom ir numa churrascaria de vez em quando? Claro que é. Mas alguém vai todos os dias comer numa churrascaria? É bom ir num congresso ou  retiro ouvir um grande pregador? é, mas isso não pode ser sua comida espiritual diária.

É a mesma coisa com o alimento espiritual. Quando deixamos de nos alimentar acabaremos doentes, fracos e suscetíveis a doenças e outros até mesmo correr risco de morte.

O mesmo ocorre quando não buscamos diariamente um alimento espiritual. Há crentes que há muito tempo não sabem o que é ler a bíblia e orar em casa. Só fazem isso na igreja. Então você imagina como está a saúde espiritual de tais pessoas? Depois falta fé, vem o desepero, a angústia, a ansiosidade pelas coisas da vida, a falta de compromisso com a obra de Deus, o medo e a quase morte espiritual. Quando chega neste estado o cristão já está na “UTI”, eles precisam de ajuda para se alimentarem, precisam de remédio, cuidados até que fiquem fortes novamente e possam aprender que precisam se alimentar sozinhos espiritualmente através do DEVOCIONAL DIÁRIO com Deus.

Abaixo segue um ensinamento sobre a importância do Devocional. O Pr. Wilson Linhares foi meu pastor quando frequentei sua igreja entre 2005 a 2007 e ele sempre mencionava que o devocional era o mínimo que poderíamos fazer como cristãos. Somente agora isso entrou em minha cabeça. Poderia ter evitado muitos erros e tomada de decisões erradas se eu tivesse seguido antes esse ensinamento. Tudo o que escrevo é porque estou vivendo. Não escreverei nada que não tenha vivido. Esse blog é para isto, para que outros cristãos possam também ser edificados como estou sendo por Deus através de experiências interessantes com Ele.

APRENDENDO A CONSTRUIR ALTARES    Pr. WILSON LINHARES CASTRO.

Artigo está no Site da Igreja Chuva Serôdia –Pr.Wilson Linhares Castro.  http://www.chuva.serodia.nom.br/mostra.asp?id=332

“E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente, e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao Senhor, e invocou o nome do Senhor.” (Gn.12:8).

O altar e a tenda dão-nos os dois grandes traços do caráter de Abrão; adorador de Deus e estrangeiro na terra. Nada tendo no mundo, mas tendo tudo em Deus, Abrão não tinha “sequer onde pôr a planta do seu pé”; mas tinha Deus e isso era o bastante.

Sem dúvida o hábito mais importante que desenvolvi na minha vida cristã foi o de construir altares através do devocional. Cedo no meu caminhar com Deus descobri que assim como meu corpo não sobrevive sem o alimento, a minha vida espiritual não sobrevive sem a prática diária de ler a Bíblia e orar. Em todo lugar que eu vou, seja para passear, morar ou trabalhar, armo a minha tenda e construo um altar para o Deus de Israel.

Jesus morreu na cruz para reconciliar o homem com Deus. Como está escrito: “tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo Jesus.” (II Co.5:18,19). Logo, a salvação é muito mais do que um simples ingresso para entrarmos nos céus, mas visa aproximar-nos de Deus e restabelecer a nossa comunhão com Ele. Por isso, o devocional é tão importante, pois não há outra forma de estarmos em comunhão com o Senhor senão pela oração e leitura bíblica. Sem um horário diário para a devoção, será muito difícil termos intimidade com Deus. E se não há comunhão, para que serve, afinal, a nossa conversão?

Jesus, que era filho de Deus, não dispensou esta prática em sua vida. Às vezes, ele não tinha tempo para comer ou dormir, mas sempre achava tempo para estar com o Pai. A Sua vida devocional era tão constante que os discípulos, impressionados, pediram-lhe que os ensinasse a orar (Mt.14:23).

Ele também é quem melhor conceituou o significa de “vida eterna” quando disse:“a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.”(Jo.17:3). O céu não tem a menor graça se Deus-Pai e Deus-Filho não estão lá. A vida cristã, da mesma forma, não tem sentido se não desejamos a presença do Senhor em todos os momentos do nosso viver.

As pessoas sempre encontram tempo para aquilo que julgam ser importante. Separar um horário para estar com o Senhor, portanto, não é uma questão de tempo, mas antes de escolha e de disciplina. J. Oswald Sanders expressou esta idéia assim: “Estamos tão perto de Deus quanto decidimos estar, não quanto desejamos estar”. A solução, portanto, não é ter tempo para o devocional, mas arranjar tempo.

Artigo está no Site da Igreja Chuva Serôdia –Pr.Wilson Linhares Castro.  http://www.chuva.serodia.nom.br/mostra.asp?id=332

Aceitei Jesus, fui batizado e por isso sou salvo?

 “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicita-mente: nunca vos conheci. Apartem-vos de mim, os que praticais a iniqüidade” (Mateus 7:21-23).

Essa passagem bíblica revela que MUITOS crentes, que achavam que eram salvos  mas viviam como homens naturais ficaram de fora. A salvação não vem pelas obras, entretanto quem a tem realmente vive de maneira contrária ao modo de vida do mundo. Veja  Lucas 11:35 “Repara, pois, que a luz que há em ti não seja trevas.”

Numa linguagem acessível esta cena seria algo assim:

“Embora você tenha levantado sua mão e ter-me “aceitado” publicamente e ter trabalhado na minha obra e realizado milagres em meu nome, mesmo assim eu não te conheço como meu filho. O motivo é que você vivia na prática do pecado o que demonstra que não tinha um relacionamento verdadeiro para comigo… “.

…Você tinha aparência de crente, mas nunca foi na realidade. Eu avisei a todos que a porta de entrada no céu era estreita, mas O CAMINHO  também era estreito e que poucos passariam por ele.  Não se lembrou do que eu disse que quem queria ser amigo do mundo seria meu inimigo?  Meus filhos ouvem a minha voz… E você? Bem, você ouvia músicas do mundo, novelas, e tantas coisas menos a minha voz e agora quer entrar no céu… Sinto muito “NUNCA VOS CONHECI, apartai-vos de mim para o fogo eterno.”

Romanos 8:13 diz: “Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis.”

Dura esta palavra não é mesmo?

Como você sabe se é salvo mesmo? Porque “aceitou” Jesus um dia? Atendeu ao apelo do pregador e foi à frente? 

Para Deus o que importa são suas atitudes pós-decisão em como você percorreu seu caminho. Era um caminho estreito ou largo? Não é questão de realizar boas obras ou fazer por merecer a salvação, pois isso é anti-bíblico. Ninguém por esforço é salvo por que isso vem de graça da parte de Deus. O ponto que falo é de que o SALVO vive e age como um SALVO. O que pensa que é salvo vive e age na prática do pecado e possui os frutos da carne.

 Todos os que ficaram de fora do céu naquele dia foram homens que  também aceitaram Jesus, foram batizados, iam à igreja e até curavam, expulsavam demônios e profetizaram. Eram pastores, profetas, líderes e pessoas que detinham alguma autoridade espiritual nas igrejas e, mesmo assim, ficaram de fora porque viviam como homens naturais fora dela praticando iniqüidades.

Alguém pode dizer: Mas o homem é pecador e por mais “Santo que procure ser” vai pecar porque esta é a sua natureza.

Veja o que diz a palavra: 

“Todo aquele que está em Cristo, é uma nova criatura. Passou o que era velho, eis que tudo se faz novo” (2Cor 5,17).

2 Coríntios 10:3-4: “Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas”.

O homem em sua própria força e vontade nunca conseguirá ser “santo”, nunca conseguirá afastar-se do pecado porque essa mudança não vem dele, mas de Deus. É Deus, através do Espírito Santo, quem age no coração de quem é salvo de forma que afaste o homem do pecado, incita-o a ter um relacionamento diário com Deus e produz os frutos do Espírito Santo em sua vida.

Quem NÃO é salvo sequer pensa em devocional diário com Deus, até vai à igreja, gosta do culto, etc., mas não investe 15 minutos em comunhão com o Pai, não entra na luta da igreja contra o mundo, não participa de nada na igreja e detesta ouvir sermões que o tirem da zona de conforto.

Eis o erro fatal que muitos denominados cristãos cometem:

 “Sou salvo, aceitei Jesus, me batizei e pronto! Não preciso fazer nada ter meu céu garantido. O pastor já disse isso na igreja que a salvação não vem pelas obras. Claro, só não terei galardões lá em cima… mas tá bom, indo para o céu já é lucro e na pior das hipóteses, se eu viver na carne, serei salvo como que pelo fogo.”

Isso não é salvação meu amigo. É Enganação! É uma terrível arma que satanás tem usado contra a igreja.

Usam da graça de Deus como uma espécie de permissão para andar de qualquer maneira.

Satanás é hábil em usar a palavra de Deus e distorcê-la para enganar as pessoas. Essa falsa salvação vai levar muitos cristãos para o inferno.

Por um momento imaginemos que “salvação descomprometida” que não exige santidade dá garantido acesso ao homem no céu, mesmo que “pelo fogo”.  Pergunto: Por que então que Jesus falaria aos que profetizaram, curaram etc. em seu nome que eram seus desconhecidos e que não entrariam no reino dos céus?

(em outro estudo falarei o que significa ser salvo como que pelo fogo e quem seriam estas pessoas).

A questão principal para que você saiba se és de fato salvo está, em parte, na palavra abaixo:

Romanos 8:6-9 diz: “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.”

Qual tem sido o PENDOR ou sua INCLINAÇÃO neste mundo? Você pende mais para as coisas de Deus ou para as do mundo? Este é um bom “termômetro para que o cristão saiba como anda sua salvação. Ninguém pode lhe julgar se és ou não salvo, somente Deus.

Seu prazer é realmente estar na presença de Deus ora meditando em casa, no trabalho numa verdadeira comunhão diária com ele ou seu prazer está nas coisas deste mundo?

Quem é realmente salvo por Jesus Cristo tem um novo proceder em sua vida. Está sempre vigiando para não pecar, está sempre cuidando de sua vida espiritual e possuindo comunhão diária com Deus. O Salvo OUVE a voz do Espírito Santo e Deus o conhece. Diferente daqueles aos quais, no último dia, Deus dirá:  Apartai-vos de mim

 “Aquele que DIZ que permanece nele, esse deve também andar assim como Ele andou.” I João 2.6

Que Deus abençoe sua vida e que a paz seja o árbitro em seu coração.

-Assista essa pregação abaixo sobre a verdadeira salvação.

http://www.youtube.com/watch?v=N5lw809gB94&eurl=http%3A%2F%2Fwww%2Eorkut%2Ecom%2Ebr%2FFavoriteVideos%2Easpx%3Fuid%3D18425798413525361384&feature=player_embedded

Ir. Gastão.

“Fórmula” para voltar ao primeiro amor com Deus.

Há muitos cristãos “apagados” espiritualmente e não sabem mais como voltar ou têm pouca ou nenhuma força para fazer isso.

O que nos afasta de Deus?

Apocalipse 2:4. “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.”

1 –Trocar prioridades. Buscai a Deus em primeiro lugar e. … Todas as outras coisas vos serão acrescentadas. A prioridade mais abandonada é a de manter nossos olhos e corações ancorados em Cristo e Sua Palavra. Isso é o que Deus chama de abandono ao primeiro amor. E há apenas um remédio para isso que é voltar ao primeiro amor.

2 –Carnalidade.  Condição espiritual que conduz ao abandono e ao esfriamento do primeiro amor. Justamente por não sentir mais a presença de Deus  a pessoa vai tentar preencher seu vazio espiritual com muito entretenimento, trabalho, compromissos, ativismo na igreja e outros. Todavia, o cristão sabe que está espiritualmente vazio. Uma mente carnal é resultado da Desobediência intencional contra os princípios estabelecidos por Deus.

Bem, talvez tudo o que foi dito não seja novidade para você. Vamos então à fórmula.

Caso você Conheça alguém que está nesta situação, Indique-a.

Sintomas: a pessoa crê em Deus, “sabe tudo” de Bíblia, está na igreja há muitos anos, todavia não sente mais a forte presença de Deus em sua vida.  Ouve músicas mundanas, seus “heróis” são do mundo, seus filmes e canais da televisão são desaconselháveis, e sua vida em nada difere dos ímpios, exceto que vai à igreja aos domingos para manter seu padrão de “crente”. Vive vazia, triste e sem muita esperança.

Eis a ” fórmula ” para mudar tudo isto:

“… a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus” (Romanos 10:17).

Para sair do “buraco” espiritual, você precisa urgentemente:

1 – Reunir um “arsenal” de louvores que atraiam a presença de Deus e os ponha um tocar em sua casa, no carro, no PC de seu trabalho (se for permitido), etc. e não ouça músicas do mundo – abstinência total – é muito importante neste momento. Nos primeiros dias será difícil evitar o vício da novela e outros, mas precisa ser forte. Quem está na carne há muito tempo precisa se conscientizar que o processo de volta tem que ser radical. Corte o mundo, corte tudo aquilo que Deus odeia e passe a amar tudo o que Deus ama. (isso lembra muito o processo para largar o vício do cigarro, drogas, etc.)

2 -Baixe-se da internet, se for gratuito,  mensagens de Pastores e mestres da palavra. Ouça-as pelo menos uma mensagem do Senhor Jesus por dia. Desligue a TV, afaste-se dela por um tempo. Lembrando que essas ações serão por um tempo até você se livrar do vício que vem da carne que é alimentar-se mais das coisas do mundo as coisas de Deus.

3-À medida que você está ouvindo louvores em seu quarto, vá confessando todos os seus pecados ao Senhor Jesus. Conte tudo mesmo e peça-lhe perdão. O Espírito Santo começará um agir e conseqüentemente atrairá a presença de Deus para tua vida.

4-Faça isso durante uma semana ou mais se você puder. Deus começará uma produzir frutos em teu coração de arrependimento (não o humano remorso por ter feito coisas erradas) veja Lucas 3:8 “produzi, pois frutos dignos de arrependimento”. Arrependimento significa “mudança de atitude para com o pecado” … Repito: Mudança de Atitude PARA COM O PECADO – (Lembre do dependente químico que precisa ficar LONGE das drogas). Você precisa ficar longe de tudo que te faz pecar até conseguir uma maturidade espiritual de poder evitar e resistir ao pecado.

Aplicando esses ensinamentos e se afastando do pecado você perceberá logo grandes mudanças em sua vida.  Antes você tinha que fazer “força” pessoal para não pecar, mas acabava pecando. Agora você, sem “fazer muito esforço” evita o pecado e passa longe das coisas deste mundo. Motivo? Estás alimentando teu Espírito ao invés de alimentar a sua carne.

Que Deus possa abençoar tua vida.

Ouça essa canção abaixo do irmão Asaph Borba. Ela vai falar muito ao teu coração.

http://www.youtube.com/watch?v=D8NCAk5dJ_4&feature=related

Abraços do irmão Gastão Pache Júnior